Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
Data: 18/04/2017 Hora: 12:00:00
HISTÓRIA DA CIDADE

 

A origem de Piacatu está vinculada ao antigo povoado de Bela Vista, situado em terras pertencentes a Birigui. Participaram de sua fundação Vicente Rodrigues Goulart, Antônio Vendrame, Afonso Vendrame, Luiz Stevanelli, Antônio Marchi e João Gobbi. Seu crescimento foi decorrência da ação da Companhia de Terras Norte do Paraná, responsável pela execução do loteamento de suas terras e pela formulação de sua planta. Quando, em 30 de novembro de 1944, o povoado de Bela Vista foi elevado a distrito do município de Bilac, recebeu sua denominação atual. Transformou-se em município autônomo em 30 de dezembro de 1953.

 

Piacatu é uma cidade do Estado de São Paulo, região administrativa de Araçatuba, com cerca de 5.283 habitantes e área total de 233,12 km², tem sua economia baseada na pecuária.
Faz aniversário em 08 de novembro, data escolhida em plebiscito realizado no ano de 1953. Leva o nome em linguagem indígena Tupi Guarani, que quer dizer “Ver Bem” ou “Coração Bom”.

 

Está exatamente localizada à Latitude: 21º35’32” Sul; Longitude: 50º35’57” Oeste, distante da Capital Paulista cerca de 560 quilômetros por rodovia. Tem como limítrofes, ao Norte, o município de Gabriel Monteiro a 8km, ao Sul, o município de Rinópolis a 22km, ao Leste, o município de Santópolis do Aguapeí a 12km, à Oeste, o município de Guararapes, a Nordeste, o município de Clementina, à Sudeste, o município de Iacri e à Sudoeste, o município de Salmourão.

 

O clima é quente com inverno seco, a topografia é plana e ligeiramente ondulada, com temperatura quente e bastante úmida, a qual varia entre 17 e 33 graus, sendo a média anual de 30° C.

 

Quanto à hidrografia, o município pertence à Bacia do Aguapeí e Peixe. Os rios que fazem divisas com outros municípios são:

 

 

 

  • Rio Aguapeí (Rio Feio) – Rinópolis
  • Rio Ribeirão do Lontra – Santópolis do Aguapeí
  • Córrego do Jangadão – Guararapes
  • Córrego Barreiro – Gabriel Monteiro

 

Fundação: 1º de janeiro de 1955

Gentílico: piacatuense

 

Atividades Econômicas

A economia de Piacatu é baseada na agropecuária, com destaque para a produção de milho, cana-de-açúcar, tomate, café, pimentão, abóbora, berinjela e quiabo que em 2002, a cidade foi eleita a maior produtora de quiabo do estado de São Paulo.

http://www.absnet.com.br/upload/image/08-06-2009_qualitas_01.jpgNa pecuária, a criação de gado bovino cria, recria e engorda, gado de leite são os destaques e para desenvolver novas técnicas foi criado o “Dia de Campo” evento que tem como objetivo a busca mecanismos de desenvolvimento auto sustentável, melhoria na qualidade de vida e responsabilidade com as gerações futuras para os produtores.

A piscicultura comercial iniciou-se em 1996. Nesse ano, um grupo de aproximadamente dez produtores rurais solicitou e conseguiu, através da prefeitura municipal de Piacatu, o empréstimo de uma máquina do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) da região, que foi utilizada na construção de viveiros, escavados para piscicultura. Na verdade, essa máquina estava quebrada e, através de um acordo estabelecido, esses produtores pagaram o conserto e puderam utilizá-la na construção dos viveiros. Também houve o apoio da CATI, através da Casa da Agricultura de Piacatu; na elaboração dos projetos técnicos.

 

 

 

Enviar esta notícia para um amigo

Reportar erro



Enquete
Como ficou o site novo da Prefeitura ?